Links Comestíveis – Cheirando memórias

Você provavelmente (ainda) não leu Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust, mas com certeza já ouviu falar da famosa cena das madeleines, que abre a série. Um dia, Proust está na casa da mãe, que lhe oferece madeleines para comer junto com o chá. Ele mergulha o docinho no líquido e o cheiro dispara memórias distantes:

E de súbito a lembrança me apareceu. Aquele gosto era o do pedacinho de madeleine que minha tia Léonie me dava aos domingos pela manhã em Combray…

E assim começa a viagem sentimental de M. Proust por seu passado – moças em flor, passeios à beira-mar e uma série de grandes textos deliciosos.

O link de hoje não fala das madeleines, mas de como o cheiro pode estimular nossas memórias. (texto em inglês). Proust sabia muito bem o que estava dizendo – e eis que a ciência prova! E você, tem algum gatilho olfativo?

Para ler: No Caminho de Swann, o primeiro tomo da série Em Busca do Tempo Perdido. A versão brasileira foi traduzida lindamente por Mário Quintana. De ler em uma só sentada, acompanhado ou não de chá com bolinhos.

Anúncios